Mercado Eufrásio Barbosa será reaberto ao público nesta quinta-feira
04/07/2018 - 23h43 em Lazer

 

A retirada dos tapumes da fachada indica que as obras no Mercado Eufrásio Barbosa chegaram ao fim. O espaço de 6 mil m², situado no Largo do Varadouro, estará à disposição da população nesta quinta-feira (05.07), às 10h, com novos boxes de artesanato, lanchonetes, restaurantes, barracas de feira e banheiros novos. Além de reaquecer a economia, o local volta a ser mais uma opção de cultura e lazer da cidade, com área para apresentações artísticas, exposições permanentes e itinerantes. O Teatro Fernando Santa Cruz foi totalmente reformado, incluindo sistema de som, iluminação e ganhou rampa de acessibilidade. A reabertura é uma das principais intervenções durante a gestão do prefeito Professor Lupércio e um grande anseio da sociedade olindense e pernambucana. O local vai acomodar por um mês a exposição de quadros do artista plástico Bajado.

 

Fechado em 2014, sob a ameaça de desabamento do teto, o Mercado recebeu um investimento na requalificação da estrutura na ordem de R$ 20 milhões, recursos do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). Em maio deste ano foi aprovado o Projeto de Lei 14/2018, que autoriza o município de Olinda a estabelecer um convênio com o Governo do Estado para o gerenciamento do espaço.  Um comitê gestor será coordenado pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) com a participação da Prefeitura. A legislação, aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores, prevê a exploração econômica e os requisitos necessários para a operação no local.

 

Com construção datada dos séculos XVII e XVIII, onde existia a primeira Casa da Alfândega de Pernambuco, o local foi, entre 1894 e 1960, a Fábrica de Doces Amorim Ltda. Com planta retangular, em plano único e alvenaria de tijolos, as fachadas são todas rebocadas, sendo a principal com aberturas em arcos plenos e platibanda retangular. Apesar de o prédio original ter passado por algumas reformas, o monumento continua preservado e faz parte da riqueza do conjunto arquitetônico da Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade.

  

 

 

Fonte: olinda.pe.gov.br

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!